Garota gay afirma ter sido agredida por homens após sair de festa

A jovem que é lésbica contou sobre o ocorrido em post no facebook

Uma jovem de 17 anos, postou em seu perfil no Facebook que dois homens a agrediram depois que ela saiu de uma festa em Campinas, São Paulo, na madrugada do último domingo. A jovem, que é lésbica,  postou um vídeo desabafando sobre o ocorrido.

“Ola país de agressores do povo, infelizmente essa sou eu, passando por mais uma agressão de pessoas sem cultura, de mente fechada e que não são humanas! Sobrevivi por pouco e por meio deste vídeo venho alertar vocês e pedir que tomem muito cuidado. Não só homossexuais, porém negros, mães, filhas, héteros, brancos, HUMANOS de verdade ! Somos obrigados a conviver com vários tipos de agressões diariamente, mulheres e homens sendo vítimas de idiotas e babacas. Agressões que muitas vezes são verbais, físicas (...) Espero que compartilhem esse vídeo no intuito de concientizar o próximo de que todos nós merecemos respeito independente de qualquer escolha, raça ou etnia! Somos todos iguais, porém com pensamentos diferentes, vidas diferentes e sonhos!”, escreveu em seu post.

A jovem postou na facebook ter sofrido agressão por dois homens
A jovem postou na facebook ter sofrido agressão por dois homens

A mãe da jovem também estava presente na festa e comentou sobre a agressão sofrida por sua filha.

˜Ela deu um selinho em uma amiga, o que provavelmente desagradou os rapazes, que a perseguiram e a atacaram depois da festa. Tanto que não houve qualquer tentativa de estupro contra ela. Apenas xingamentos homofóbicos, como “caminhoneira”. Os dois covardes fugiram, claro. Fomos à 9ª Delegacia de Polícia, onde registramos o caso e, na segunda-feira, ela fez o exame de corpo de delito no IML", contou a mãe alegando que sua filha está fragilizada e com muito medo.

"Desde então ela vem resistindo a qualquer saída de casa, pois pensa que uma pessoa pode agredi-la novamente, do nada. Ainda quero conversar mais com ela, tentar dar o apoio necessário, pois será um trauma que ela vai carregar para o resto da vida — desabafa.

A polícia está tentando utilizar as câmeras de segurança da região para tentar identificar os responsáveis pela agressão.


Fonte: Extra