Garotas são atingidas por disparos de Policiais

Uma levou um tiro no olho e a outra foi ferida por uma bala no nariz.

Duas garotas de 11 e 14 anos foram feridas por armas de soldados da Polícia Militar, no Jardim Mitsutani, na Zona Sul de São Paulo. Uma levou um tiro no olho e a outra foi ferida por uma bala no nariz, como mostrou o Bom Dia São Paulo, na manhã desta sexta-feira (28).

Segundo testemunhas, três meninas estavam conversando em frente a uma loja quando foram abordadas por um policial militar nesta quarta-feira (26). Ele pediu a elas que se encostassem na parede. Quando a menina de 11 anos abriu a porta e saiu para comprar detergente para a mãe, um outro policial que vinha correndo por uma viela atirou.

?Eu falei assim: "moço, eu acabei de sair". Ele falou: "passa pra cá você então". Quando eu ia dar o primeiro passo, veio outro [policial] da viela e atirou na gente?, disse a menina de 11 anos.

Assustada, a mãe da garota saiu de casa. ?Não acreditei na cena que vi: as meninas baleadas, o policial com arma em punho para mim, como se eu fosse uma bandida?, declarou.

As meninas foram levadas sem os pais no carro da polícia para o hospital. Durante o trajeto, um dos policiais, segundo a garota, disse: ?Cala boca filha, isso foi só um tirinho de raspão. Isso aí já está resolvido. Foi borracha, isso é borracha. Não vai acontecer nada com vocês. A gente só vai para o hospital para confirmar que está tudo certo?, contou a garota.

Mais tarde, as mães se reencontraram com as filhas no hospital. ?Você imagina uma criança baleada dessa forma, no rosto, no olho, ela tinha a sensação de que iria morrer?, afirmou uma das mães.

A Polícia Militar disse, em nota, que os policiais suspeitaram de duas pessoas que estavam em uma moto do outro lado da rua. Os soldados, ainda segundo a nota oficial, dispararam contra os ocupantes da motocicleta. A corporação afirma também que foram os estilhaços que atingiram as crianças.

Fonte: G1