Garoto que matou avô apanhava dele há dois meses, revela mãe

O adolescente afirmou aos guardas que apanhava do avô, inclusive com um cacetete

O adolescente que matou o avô com uma facada no peito em Limeira (SP) na noite de sábado apanhava do idoso há pelo menos dois meses, segundo revelou a sua mãe, a garçonete Joelma Aparecida Antônio, 40 anos. "Ele estava cheio de hematomas e me disse que ficou muito nervoso quando viu aquela série de marcas de agressão. E, infelizmente, esperou o avô se deitar para acontecer o que aconteceu", disse ela em entrevista à EPTV.

Cerca de 50 pessoas acompanharam o enterro do aposentado Jacir Flauzino Antônio, 65 anos, no domingo, no Cemitério Parque, em Limeira. Joelma disse que avô e neto vinham se desentendendo há algum tempo, e o filho já queixara-se das agressões, "mas, para mim, não era bater para machucar".

Neto apanharia de cacetete

Logo após o crime, a Guarda Civil foi acionada e encontrou o aposentado morto. O menino, em um primeiro momento, disse que um homem encapuzado entrou na residência e matou Antônio, mas quando os guardas viram uma faca com sangue na lixeira da cozinha, ele confessou o crime.

O adolescente afirmou aos guardas que apanhava do avô, inclusive com um cacetete. Ele mostrou hematomas pelo corpo que eram feitos pelo aposentado.

O neto foi apreendido e apresentado junto com a mãe na Delegacia Seccional da cidade, onde o caso foi registrado como homicídio qualificado e ato infracional. Em seguida, o jovem foi encaminhado ao setor de custódia de adolescentes de Limeira e está à disposição da Justiça.

Fonte: Terra