Gerente e estagiário são suspeitos de assaltar banco

O delegado informou que o gerente estaria endividado, por isso armou o golpe.

Dois jovens foram presos em Curitiba, na madrugada do último sábado (28), suspeitos de assaltar o cofre da agência bancária onde trabalhavam. Um deles tem 20 anos, estudava administração e era gerente na agência. Já o outro suspeito, de 18 anos, era estudante de direito e atuava como estagiário do banco.

Segundo informações da Polícia Civil, por volta das 20h de sexta-feira (27) o gerente acionou a polícia afirmando ter sido vítima de um assalto. No relato, ele informou que havia sido rendido por um homem quando deixava a agência, e sido obrigado a retornar para abrir o cofre e entregar o dinheiro ao assaltante. Ele também contou que, após o assalto, o bandido o levou dentro do carro até próximo a um posto de saúde, onde o abandonou após errar uma tentativa de tiro.

Após ouvir a versão do gerente, o delegado do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE), Amarildo Antunes, suspeitou do caso. ?Nós estranhamos a versão dele porque havia contradição. Acionamos a criminalística e o Instituto de Identificação para colheita de impressões digitais?, explicou ao G1 o delegado.

O COPE realizou reconstituições do crime durante a madrugada, acompanhado de funcionários do banco, até que, por volta das 5h, o gerente confessou que ele e o estagiário haviam retirado o dinheiro e simulado o assalto.

O delegado informou que o gerente estaria endividado, por isso armou o golpe. Na confissão, ele disse que havia retirado quantias de dinheiro do cofre ao longo da semana.

Simulação

De acordo com o delegado, o gerente e o estagiário simularam toda a ação, inclusive o sequestro. Ao chegar ao posto de saúde, de onde acionou a polícia, o gerente pediu para que o estagiário atirasse contra uma de suas pernas. ?Ele queria justificar o assalto e depois entrar com processo de danos morais contra o banco por ter sido baleado?, informou Antunes. Diante da recusa, ele mesmo teria tentado atirar, mas por não saber manusear a arma errou o disparo.

Na casa do estagiário foram encontrados R$ 20 mil e a arma utilizada para o golpe. Já na residência do gerente a polícia localizou outros R$ 20 mil que haviam sido roubados. O banco ainda não efetuou o balanço para saber a quantia exata que os dois conseguiram retirar dos cofres.

O delegado informou que eles irão responder pelo crime de furto, cuja pena deve ser de aproximadamente 5 anos. Ele lamentou a ação dos jovens: "...o mais grave é que são dois garotos que acabaram com a vida...", disse.

Fonte: g1, www.g1.com.br