Gil Rugai saberá hoje se vai pagar pela morte do pai e da madrasta

Ontem, o julgamento acabou com o depoimento de Gil.

Os jurados decidem nesta sexta-feira (22) se Gil Rugai é culpado ou inocente na morte do pai Luis Carlos Rugai, 40, e da madrasta Alessandra Troitino, 33. O casal foi morto em março de 2004 na casa onde viviam, em Perdizes (zona oeste de SP).



Ontem, o julgamento acabou com o depoimento de Gil. Ele afirmou que é inocente e disse que tinha um bom relacionamento com o pai e a madrasta. O jovem disse ainda não conseguir entender quem poderia ter matado o casal.

Gil se recusou a responder as perguntas da acusação.

O julgamento hoje começa com o debate entre a acusação e a defesa. Depois, os jurados se reúnem para decidir o futuro do réu. A expectativa é de que o resultado seja divulgado no começo da noite desta sexta-feira.

O julgamento entra hoje no quinto dia e durante todo o tempo a defesa tentou mostrar que as provas para incriminar o jovem eram fracas e que a polícia deixou de adotar outra linha de investigação para tentar achar outros culpados. Ontem, a defesa apontou que um ex-funcionário da empresa do pai do rapaz como um dos interessado na morte do empresário

Para a Promotoria, Rugai matou o casal após o pai descobrir um desfalque que o jovem deu na empresa.

Fonte: Folha