Gloria Perez diz que teve oferta para matar assassinos de sua filha

Daniela foi assassinada no dia 28 de dezembro de 1992 com 18 golpes de tesoura.

Gloria Perez deu uma entrevista reveladora à revista "Trip" que chega às bancas nesta quinta-feira. Em um dos trechos da reportagem, a autora de "Caminho das Índias" diz que recebeu uma proposta de uma facção criminosa para matar, dentro da cadeia, Guilherme de Pádua e Paula Thomaz, assassinos de Daniela Perez, sua filha. "Nunca defendi a pena de morte. Minha luta foi sempre contra a impunidade. Aliás, o que eu tive de oferta pra liquidar os dois assassinos... Tenho até cartas de uma facção de dentro da cadeia, dizendo que bastava que eu dissesse determinada palavra durante qualquer uma das entrevistas que dava na TV para que eles fossem mortos em menos de meia hora. Eu não disse essa palavra! Estive sempre atenta para não dizer", conta Gloria.

Daniela foi assassinada no dia 28 de dezembro de 1992 com 18 golpes de tesoura. Cinco anos depois, Guilherme de Pádua foi condenado a 19 anos de prisão e Paula Thomaz a 18 anos e meio. Eles cumpriram pouco mais de seis anos de pena e, hoje, estão em liberdade.

Fonte: r