Famílias de 4 vítimas de chacina relatam ameaças após o crime

Famílias de 4 vítimas de chacina relatam ameaças após o crime

Delegado informou que já possui suspeitos e deve concluir inquérito nos próximos dias

Familiares das quatro adolescentes que foram assassinadas no Morro do Medanha, no Jardim Petrópolis, em Goiânia (GO), procuraram a polícia relatando que passaram a sofrer ameaças após o crime. As vítimas foram mortas a tiros no dia 8 de março.

Uma das mães disse que homens ligam para o celular dela e afirmam que caso os suspeitos sejam presos, a família vai pagar. O delegado Maurício Massanobu assumiu a frente das investigações na quarta-feira (12).

Ele afirmou que pelos depoimentos colhidos, a hipótese de prostituição está praticamente descartada e que o crime teria tido envolvimento com o tráfico de drogas. O delegado disse ainda que já foram apontados alguns suspeitos e que o inquérito deve ser concluído dentro do prazo. Será apurada também a denúncia sobre as ameaças sofridas.

Miladi Borba e Ana Cardoso, ambas de 19 anos, Sinara Silva, de 16, e Rayane da Costa, de 15 anos, eram amigas e foram encontradas mortas uma ao lado da outra. Todas tinham ferimentos na cabeça. Ainda segundo a polícia, foram efetuados ao menos sete disparos. Duas das garotas são primas e todas moravam no Jardim São Francisco, conhecido por ser ponto de prostituição.

Fonte: r7