Goleiro Bruno passa aniversário na prisão e recebe visita da noiva

Goleiro Bruno passa aniversário na prisão e recebe visita da noiva

Jogador completa 28 anos neste domingo (23). Preso desde julho de 2010,ele aguarda júri previsto para o mês de março

No aniversário de 28 anos, o goleiro Bruno Fernandes recebeu a visita da noiva Ingrid Oliveira na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds), Ingrid deixou a cadeia por volta das 14h deste domingo (23), data do aniversário, após pernoitar no local.

O jogador está preso desde julho de 2010 acusado do desaparecimento e morte da ex-namorada Eliza Samudio. O julgamento dele está marcado para 4 de março de 2013. A Justiça já condenou os réus Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e Fernanda Gomes de Castro, ex-namorada do goleiro Bruno.

Um pedido de habeas corpus a favor do jogador tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). No último dia 12, o advogado Rui Pimenta entrou com uma petição reiterando pedido de liminar para soltar o atleta. Foi a quarta tentativa do advogado de reverter a decisão que mantém o jogador preso.

Pimenta entrou com o habeas corpus, com um pedido de liminar, em dezembro de 2011. O ministro Ayres Britto negou o pedido no mesmo mês. Depois disso, os ministros Cezar Peluso, Joaquim Barbosa e Teori Zavascki negaram recursos impetrados pelo advogado.

Júri

O goleiro Bruno vai a júri popular no dia 4 de março de 2013, segundo a Justiça de Minas. Em 23 de novembro, o júri popular do caso Eliza Samudio condenou os réus Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e Fernanda Gomes de Castro, ex-namorada do goleiro Bruno, pelo envolvimento na morte ex-amante do jogador, em crime ocorrido em 2010. Conforme sentença da juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, Macarrão foi considerado culpado pelos crimes de homicídio e sequestro e cárcere privado. Fernanda foi condenada por sequestro e cárcere privado.

O júri popular, que teve início com cinco réus, acabou com apenas dois acusados: Macarrão e Fernanda. O jogador Bruno Fernandes de Souza, que era titular do Flamengo, é acusado de ter arquitetado a morte da ex-amante, em 2010, para não ter de reconhecer o filho que teve com Eliza nem pagar pensão alimentícia. Bruno, a sua ex-mulher Dayanne Rodrigues e o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, tiveram o júri desmembrado pela juíza Marixa e serão julgados em 2013.

O crime

Conforme a denúncia, Eliza foi levada à força do Rio de Janeiro para um sítio do goleiro, em Esmeraldas (MG), onde foi mantida em cárcere privado. Depois, a vítima foi entregue para o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, que a asfixiou e desapareceu com o corpo, nunca encontrado. O bebê Bruninho foi achado com desconhecidos em Ribeirão das Neves (MG).

Além dos três réus que tiveram o júri desmembrado, dois acusados serão julgados separadamente ? Elenílson Vitor da Silva e Wemerson Marques de Souza. Sérgio Rosa Sales, primo de Bruno, foi morto a tiros em agosto. Outro suspeito, Flávio Caetano Araújo, que chegou a ser indiciado, teve o processo arquivado.

Fonte: G1