Governo de SP vai indenizar família de homem morto por PM

Moradores queimaram pneus e bloquearam ruas nesta tarde em protesto.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, lamentou neste sábado a morte de um homem alvejado por um policial militar no bairro José Bonifácio, zona leste da capital paulista, e determinou instauração de procedimento para o pagamento de indenização do Estado à família da vítima.

Moradores queimaram pneus e bloquearam ruas nesta tarde em protesto. A corporação informou, em nota oficial, que o tiro foi "acidental" e que o soldado Bueno, autor do disparo, foi preso em flagrante e indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, contra Yago Batista de Souza.

A morte aconteceu por volta das 11h30, após abordagem na rua Isidoro de Lara, número 1, próximo à rua Virgínia Ferni. Segundo a PM, a vítima levou um tiro no ombro e foi encaminhada ao Hospital Planalto, onde morreu. O mesmo disparo também feriu a mão do próprio policial. "A Polícia Militar do Estado de São Paulo prestará total apoio integral e assistência à família do senhor Yago, sendo designado dois psicólogos para dar atenção aos seus familiares", afirmou a corporação.

Fonte: Terra