Grávida é estuprada e encontrada morta após dois dias desaparecida

Marido e familiares encontraram corpo após buscas; Sandra Maria da Silva tinha outros três filhos

Uma mulher, grávida de dois meses, foi encontrada morta na madrugada desta sexta-feira em um matagal no bairro Mary Dota, zona leste de Bauru, a 336 km de São Paulo. O corpo de Sandra Maria da Silva, 36 anos, desaparecida há dois dias, foi localizado pelos próprios familiares da mulher. Ela havia descoberto a gestação um dia antes de sumir. Segundo a polícia, há indícios de que a vítima tenha sido abusada sexualmente antes de ser morta, com um corte no pescoço.

"Há fortes indícios de crime sexual, pela forma como o corpo foi encontrado, já que ela estava nua e todos os pertences estavam ao lado do corpo. Mas isso só será comprovado por meio de laudos", explica o delegado seccional de Bauru, Marcos Mourão.

Moradora do bairro Jardim Chapadão, Sandra trabalhava em um frigorífico localizado no bairro vizinho Mary Dota e havia saído para trabalhar às 6h20 da última quarta-feira, não dando mais notícias. O trajeto de casa até o trabalho seria de cerca de 10 minutos a pé.

Quando Sandra desapareceu, o marido dela, José Pereira de Lima Filho, procurou uma base da Polícia Militar e iniciou por contra própria as buscas pela mulher. Durante a madrugada desta sexta-feira, ele e demais familiares procuravam por Sandra em um terreno baldio próximo do frigorífico onde ela trabalhava, e encontraram algumas peças de roupas espalhadas pelo chão. Em seguida, conseguiram localizar o corpo.

Sandra tinha três filhos ? um menino de 16 anos e outro de 1 ano e uma menina de 2 anos. O caso foi registrado como homicídio. "Ainda não se sabe se uma ou mais pessoas foram responsáveis pelo crime. Policiais da Delegacia de Investigações Gerais estiveram no local e o caso está sendo investigado", completa o delegado seccional.

Fonte: Terra