Grávida é usada como "escudo humano" por namorado e é morta

O menor apontou a arma na direção de Porcão, que, ao ver que seria atingido, se protegeu com o corpo da mulher.


Grávida é usada como

Uma jovem de 19 anos, que estava grávida, foi morta com um tiro nas costas no último sábado (22). Carla Keteny Santos Pereira foi usada pelo próprio namorado como "escudo humano". Um adolescente de 16 anos, que foi apreendido na última segunda-feira (24), confessou o crime e contou que os alvos dos disparos eram o companheiro da vítima e um outro homem que estavam com ela no momento do crime.

De acordo com a Polícia Militar, Carla passava pela rua Angicos, no bairro Turmalina, acompanhada do namorado, conhecido como Thiago Porcão, e de outro rapaz, que é famoso pelo apelido Di Menor. De repente, os três foram abordados pelo adolescente, identificado por Alemãozinho. O menor apontou a arma na direção de Porcão, que, ao ver que seria atingido, se protegeu com o corpo da mulher.

Alemãozinho relatou ainda que correu atrás dos dois homens e continuou atirando, mesmo depois de ferir Carla. No entanto, eles conseguiram fugir. O motivo do atentado é uma briga entre gangues da região. O menor é integrante do bando do Mirrinha, rival do grupo liderado pelo namorado da vítima.

Carla chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu ao ferimento e morreu. Já Alemãozinho foi localizado ontem (24), na mesma rua onde aconteceu o homicídio.

Fonte: r7