Cinco homossexuais foram mortos em 2014, diz Matizes

Cinco homossexuais foram mortos em 2014, diz Matizes

A representante do Matizes já está buscando providências para segurança dos integrantes do grupo

Somente em 2013, dez homossexuais foram assassinados no estado do Piauí com requintes de crueldade. Até março de 2014 foram cinco mortes, a informação é do grupo Matizes, de Teresina.

O grupo afirma ainda que afirma que, além de assassinatos os homossexuais são vítimas constantes de espancamentos e ameaças recebidas de um grupo nas redes sociais denominado Irmandade Homofóbica.

?Nós tomamos conhecimento de que em Teresina havia um grupo de homofóbicos recrutando um grupo de seguidores. Diante da prova material disso, fizemos a representação junto à Delegacia de Direitos Humanos e pedimos providências em relação a esses casos?, afirmou a coordenadora do grupo Matizes, Marinalva Santana

Nas redes sociais, Marinalva Santana tem sido ameaçada por um membro do grupo de manifestantes. Um deles aparece com uma metralhadora dizendo: ?Estou contando os dias para a marcha das vadias. Já ouço o grito delas implorando em minha mente.? O autor da mensagem tem um grupo com 200 seguidores no facebook.

A Rede Meio Norte procurou a Delegacia de Crimes Cibernéticos para saber como andam as investigações sobre esse grupo, mas o delegado titular da pasta não quis gravar entrevista porque ele acredita que qualquer informação publicada pode afugentar a quem faz parte da irmandade. O principal suspeito tem um falso perfil chamando Ivan Felpe.

Fonte: Denison Duarte