Guardador de carro afirma ter visto Mércia com Misael

Homem trabalha no Hospital Geral de Guarulhos e prestará depoimento nesta segunda

Bruno da Silva Oliveira, um dos guardadores de carro do Hospital Geral de Guarulhos, na Grande São Paulo, chegou ao fórum da cidade por volta das 8h40 desta segunda-feira (18). Ele é uma das testemunhas de acusação da audiência de instrução do processo do caso Mércia Nakashima.

Ao chegar ao local, Oliveira falou com os jornalistas que estão em frente ao fórum e reforçou o que já havia dito aos policiais do DHPP (Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa) em depoimento anterior. Ele afirmou que viu o carro de Mizael Bispo ? principal acusado da morte da advogada - chegar ao estacionamento do hospital no dia 23 de maio, por volta de 18h30.

Segundo o guardador, Bispo esperou entre sete a oito minutos, até Mércia chegar em seu carro e também parar no local. Em seguida, ele sentou no banco do passageiro e os dois saíram no carro dela.

Logo após a entrevista de Oliveira, o advogado da família de Mércia, Alexandre de Sá também chegou ao fórum. Minutos depois, todos os familiares da advogada também chegaram ao fórum. O pai de Mércia, Nakoto Nakashima, disse que pretende comparecer a todos os dias da audiência. A estimativa do Tribunal de Justiça é de que os depoimentos durem três dias.

A assessoria do Tribunal de Justiça de São Paulo não soube informar a ordem de depoimento das testemunhas, mas disse que primeiro devem ser ouvidas as testemunhas de acusação, depois as de defesa e, por último as testemunhas em comum.

Protesto

No início da manhã, a movimentação de curiosos em frente ao fórum era pequena. Apenas uma faixa, colocada no local por uma professora da mãe de Mércia, pedia por justiça. Pouco tempo depois, a faixa foi retirada.

Os parentes de Mércia também chegaram ao local vestindo camisas com fotos da advogada.

Fonte: R7, www.r7.com