"Guerra" do tráfico domina Lagamar, bandidos disputam território no Ce

"Guerra" do tráfico domina Lagamar, bandidos disputam território no Ce

Do começo do ano até agora, 30 homicídios foram praticados na comunidade. Bandidos disputam o território

Um bairro marcado pela violência, onde o poder do tráfico tem se fortalecido a cada dia, apesar da ação constante da Polícia.

O Lagamar é considerado um dos bairros mais perigosos da Capital. Apesar de sua localização privilegiada, é dominado pelo tráfico de drogas. Neste ano, vários crimes de morte foram registrados naquele setor da Capital cearense.

Este é o retrato da comunidade do Lagamar, onde de janeiro último até o começo deste mês, pelo menos, 30 pessoas foram assassinadas, a maioria jovens e adolescentes.

Uma ´guerra´ entre quadrilhas de traficantes na disputa pelo domínio de território tem produzido uma sequência de mortes violentas nos últimos meses e parece não ter fim.

Disputa

Situado numa área privilegiada de Fortaleza, com acesso por, pelo menos, três grandes avenidas (Raul Barbosa, Borges de Melo e Murilo Borges, além da BR-116), o Lagamar virou um ´território do tráfico´, que vem sendo disputado por três grupos. Um deles, teve seu ´cabeça´ capturado em julho último.

Trata-se do traficante e assaltante José Vangleison Batista dos Santos, o ´Gleicinho do Lagamar". Ele foi detido no dia 15 de julho último, numa operação da Polícia Militar.

Caçado durante meses, o bandido foi encaminhado para o Sistema Penal. Contudo, informações dos setores de Inteligência da Segurança Pública, acessadas pela Reportagem, dão conta de que, mesmo estando em um presídio, ´Gleicinho´ estaria ordenando execuções sumárias no Lagamar.

Outra quadrilha numerosa, e, segundo as autoridades, bem armada, vem sendo chefiada por um traficante veterano, ex-presidiário que voltou ao Lagamar depois de uma longa temporada atrás das grades.

O suspeito é conhecido por ´João Presinho´, que, nos últimos anos, teria obtidos muitos lucros no comércio de drogas e usado o dinheiro para comprar imóveis na área e até montar pontos comerciais. "Ele anda com escolta e seus filhos também", contou à Reportagem, na semana passada, um oficial da PM, que, por segurança, pediu para não ser identificado na matéria.

Mais um

Além das quadrilhas chefiadas por ´Gleicinho´ e ´João Presinho´, um terceiro grupo passou a ´invadir´ o Lagamar para também disputar os lucros da venda de drogas e este fato teria ocasionado a deflagração de uma matança entre bandidos que atingiu outros dois bairros próximos dali, o Tancredo Neves e o Conjunto Tasso Jereissati.

O bando teria no comando o traficante Renan Rodrigues Pereira, outro que lucrou bastante com a venda de drogas em Fortaleza, conforme as autoridades. Renan é apontado pelas autoridades como de altíssima periculosidade. De traficante de pequeno porte, passou a ter uma vida luxuosa e, entre os bens adquiridos na vida de crime, apartamento de luxo na Beira-Mar. Também passou a atuar no ramo de produção de roupas, criando uma grife esportiva.

Transferência

Por conta de sua periculosidade e de informações da Inteligência de que ele seria alvo de um resgate em uma das unidades do Sistema Penal do Ceará, o traficante foi transferido, recentemente, para uma penitenciária federal na região Centro-Oeste.

Mesmo depois da transferência de Renan, informações da Inteligência dão conta de que a disputa pelo espaço para a venda de drogas no Lagamar continua acirrada e vem fomentando outros tipos de crime, como os constantes roubos na área.

Conforme a Polícia já descobriu, traficantes também alugam armas para que bandidos pratiquem assaltos na área em torno do Lagamar, principalmente nas avenidas Raul Barbosa, Murilo Borges, Rogaciano Leite, Borges de Melo, Aguanambi e Pontes Vieira.

Com o dinheiro arrecadado nos assaltos, os bandidos pagam o aluguel das armas aos traficantes e, ao mesmo tempo, também adquirem deles as drogas para seu consumo, como pedras de crack ou cocaína.

Recentemente, o Comando Geral da Policia Militar promoveu mudanças no patrulhamento do Lagamar. O bairro, que antes era policiado por patrulhas da 1ª Companhia do 5º BPM (Centro), passou a ser de responsabilidade da 1ª Companhia do 8º BPM (Aldeota). Operações de combate ao crime estão sendo planejadas para o bairro.

PROTAGONISTA

Bandidos disputam a área

Capturado em julho passado, o traficante e homicida José Vangleison Batista dos Santos, o ´Gleicinho do Lagamar´, estaria ordenando mortes no bairro mesmo estando atrás das grades. Segundo a Polícia, ele é apontado como de altíssima periculosidade e vinha comandando um grupo armado responsável por vários assaltos e assassinatos naquela região da cidade. ´Gleicinho´ tinha armas de grosso calibre, entre elas, metralhadoras e escopetas, além de pistolas. Parte desse arsenal ele ´perdeu´ durante uma operação realizada pela Coordenadoria Integrada de Inteligência (Coin)

Renan Rodrigues Pereira foi preso numa operação conjunta da Polícia Militar e da Coordenadoria de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Foi apanhado quando comemorava o aniversário da mãe em uma luxuosa casa de veraneio na Prainha, em Aquiraz. No local, além de armas, a Polícia encontrou vários carros e motos importados. A Polícia descobriu que, de pequeno traficante de drogas, Renan Rodrigues se transformou num dos grandes mercadores de drogas, principalmente de cocaína, em Fortaleza. O bandido desfrutava de uma vida luxuosa

Fonte: Diário do Nordeste