Ameaças: Homem armado invade hotel e rouba time de futebol

Ameaças: Homem armado invade hotel e rouba time de futebol

Assaltante faz ameaças ao presidente do clube e foge do local levando a quantia de R$ 2.000,00.

Às vésperas da estreia na Série D do Brasileirão, os membros da delegação do Aracruz viveram momentos de terror na cidade de Nova Serrana, no Oeste de Minas Gerais. De acordo com informações do preparador físico do Dragão, Luiz Henrique Gomes, na noite deste domingo, pouco depois de retornar do treino de reconhecimento de campo, na Arena do Calçado, o time foi surpreendido por um homem armado com revólver, no saguão do hotel onde o time está hospedado. No assalto, o bandido apontou a arma para o peito do presidente do clube, Washington Luis Scarpati, e para a cabeça do diretor executivo da Federação de Futebol (FES), Gustavo Vieira. Após ação, o assaltante fugiu levando a quantia de R$ 2.350,00, o celular de Luiz Henrique e mais pertences de outros hóspedes do estabelecimento.

Em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, o preparador físico do Aracruz contou os detalhes da ação criminosa. Segundo Luiz Henrique Gomes, o assalto ocorreu aproximadamente às 21h, no momento do jantar.

- Eu estava no meu quarto. Quando eu desci para jantar, falando ao telefone com a minha esposa, fui surpreendido no saguão por um assaltante armado mandando todos deitarem no chão. Ele pegou os pertence dos hóspedes, R$ 2.000,00 do nosso presidente, referente às despesas da viagem de volta, R$ 150,00 do diretor executivo da FES e mais R$ 300,00 do caixa do hotel. Dos jogadores ele não roubou nada. Na fuga o bandido me pediu dinheiro, mas como eu não tinha nada, ele levou o meu celular - conta.

Depois do ocorrido, a Polícia Militar foi acionada e as vítimas foram conduzidas à delegacia para registrarem um boletim de ocorrência. De acordo com o preparador físico do Aracruz, a gerência do hotel informou que todos serão ressarcidos pelo seguro do estabelecimento.

Presidente pode pedir adiamento do jogo

O Aracruz encara o Nacional-MG nesta segunda-feira, às 20h, na Arena do Calçado, pela segunda rodada do Grupo A6 da Série D. Porém, segundo informações do preparador físico, Luiz Henrique Gomes, o presidente Washington Luis Scarpati pode pedir o adiamento da partida por falta de condições psicológicas após o assalto. Mesmo com a incerteza sobre a realização do jogo, Luiz Henrique diz que já pensa em uma forma de motivar os jogadores e ainda faz um alerta.

- Esse tipo de coisa abala o ambiente do elenco que está prestes à estrear. Ficamos chocados por não ter recebido uma segurança para executar o nosso trabalho. Se esse assalto acontecesse durante a Copa do Mundo, seria um escândalo para o Brasil. Por isso deixo um alerta as delegações que virão para jogar em Nova Serrana: "Solicitem à CBF mais segurança, porque senão alguém pode até morrer durante um assalto como esse". Mas tudo isso vai ser tema da nossa preleção desta noite. Vamos vingar dentro de campo - finaliza.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com