Homem arranca cabeça de vizinho acusado de abuso sexual

A vítima era acusada de abusar sexualmente do filho de 2 meses.

Um artesão foi assassinado e teve a cabeça decepada em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte. Denis Balduíno do Carmo, de 37 anos, teria sido vítima de uma vingança por ser suspeito de abusar sexualmente do filho de dois meses e de aliciar a enteada de 10 anos.

Carmo era hippie e a touca que era usada por ele foi deixada sobre o muro, na entrada da casa, quando voltava do trabalho. Moradores do bairro dizem que o boato dos crimes da vítima circulavam há dois meses e que sua mulher saiu de casa com os filhos.

A vítima foi atacada com golpes de facão e foi decapitado. O corpo foi encaminhado ao IML e a cabeça ainda não foi encontrada.

Na delegacia, o principal suspeito, Thiago da Silva Dias, de 28 anos, afirmou que é mecânico, servente de pedreiro e catador de sucata. Para a polícia, ele participou de um crime bárbaro. Dias foi autuado em flagrante, suspeito do assassinato do vizinho morto de forma brutal.

Dias negou o crime, mas o sangue descoberto na caminhonete dele chamou a atenção dos policiais. “Eu estava voltando do trabalho, aí os caras me ameaçaram com a faca e falando para eu dirigir a caminhonete senão iriam me matar. Eu não tenho saída, onde moro é um bairro perigoso. Eu fui obrigado a dirigir para dar fuga para os caras”, disse.

O depoimento cheio de contradições não convenceu a polícia. Dias chegou a elogiar o vizinho executado. “Gente boa, trabalhador, entendeu?”. A polícia continua a investigação para tentar encontrar outros suspeitos.

Homem foi decapitado (Crédito: Reprodução)
Homem foi decapitado (Crédito: Reprodução)
Principal suspeito foi preso (Crédito: Reprodução)
Principal suspeito foi preso (Crédito: Reprodução)
Fonte: Com informações do R7