Homem condenado a 98 anos de prisão por matar filho, ex-mulher e mais três no MA

O mototaxista Valdimar Lindoso Ferreira (foto), 37 anos, autor da chacina que vitimou seu filho, a ex-mulher e outros três

O mototaxista Valdimar Lindoso Ferreira foi condenado neste sábado há 98 anos de prisão por matar seu filho, a ex-mulher e mais três pessoas da família dela em abril de 2006.

O julgamento que estava marcado para as 8h30 de ontem (22), começou com atraso e se estendeu até as 4h da manhã de hoje (23), no Fórum Desembargador Sarney Costa, no Calhau.

O mototaxista Valdimar Lindoso Ferreira (foto), 37 anos, autor da chacina que vitimou seu filho, a ex-mulher e outros três integrantes da família dela foi julgado na 11ª Vara Criminal. O crime aconteceu em 27 de abril de 2006, no Monte Castelo, e, na época, causou grande comoção em São Luís.

A chacina aconteceu durante a madrugada, na rua Marechal Lott. Armado com uma pistola 380 mm, com silenciador, Valdimar se dirigiu, primeiramente, à casa onde moravam o filho Erick Ricardo Matos Ferreira, então com 7 anos, e a ex-mulher dele, Helen Rose dos Inocentes Ferreira, 31. Os dois foram mortos friamente. A criança foi atingida com tiros na cabeça quando dormia em seu quarto.

Em seguida, o assassino dirigiu-se à casa dos familiares da ex-esposa, que ficava ao lado. Lá, matou o ex-sogro, Raimundo João dos Inocentes, 60 anos, a ex-sogra, Maria José Matos dos Inocentes, 57, a ex-cunhada Érika Rosana Matos dos Inocentes, 27. A também ex-cunhada Eliana Rosely Matos dos Inocentes, então com 24 anos, foi atingida com um tiro na boca, mas sobreviveu, após passar vários dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Centro Médico.

Valdimar foi preso meia hora depois, quando fazia um curativo no Socorrão II, pois havia se ferido durante as execuções. À polícia, ele alegou ter cometido o crime para salvar o filho, que, junto com os parentes da mãe, estava frequentando a igreja evangélica Testemunhas de Jeová, contra sua vontade.

Réu confesso, Valdimar foi julgado pelo juiz Reinaldo de Jesus Araújo, titular da 11ª Vara Criminal.

Fonte: Imirante, www.imirante.com.br