Homem confessa ter ajudado a enterrar grávida ainda viva após roubo de bebê, informa polícia

Homem confessa ter ajudado a enterrar grávida ainda viva após roubo de bebê, informa polícia

Corpo de vítima foi achado em uma cova rasa do quintal da casa da suspeita no Pará

A polícia afirmou que um homem confessou ter ajudado uma suspeita a enterrar viva uma mulher grávida após retirar o bebê da barriga dela na cidade de Marituba, região metropolitana de Belém, no Pará. Segundo o delegado Éder Mauro, ele foi detido por ocultação de cadáver. O crime teria ocorrido no dia 11 de julho, mas somente na terça-feira (30) o corpo da gestante foi localizado.

Elizabeth Cardoso da Conceição vendia refrigerante em uma praça da cidade e estava grávida de oito meses. A suspeita se aproximou como cliente ao notar a gravidez e frequentava diariamente o ponto. De acordo com o delegado, ela namorava um rapaz havia três anos e ele queria ser pai, mas ela não conseguia engravidar.

A mulher forjou uma gestação e chamou Elizabeth em casa com a desculpa de entregar roupas para a criança. Ela foi agredida e quando desmaiou teve a barriga cortada com uma gilete, segundo a polícia. O bebê foi retirado e a vítima enterrada ainda viva no quintal da casa da suspeita.

A mulher ligou para o namorado e disse que deu à luz em casa. Eles levaram o bebê até um hospital, mas a criança chegou morta. A família de Elizabeth registrou o desaparecimento em uma delegacia da cidade.

O celular da vítima passou a ser rastreado e a polícia conseguiu chegar até a suspeita. Ela foi presa na terça-feira e acabou confessando o crime. O corpo do bebê foi sepultado como filho dos criminosos. A polícia informou que pedirá a exumação do corpo para exame de DNA e verificar se ele realmente era filho de Elizabeth. Se comprovado, a suspeita responderá por duplo homicídio.

Fonte: r7