‘Sou um monstro’, diz homem ao fazer confissão de vários estupros

‘Sou um monstro’, diz homem ao fazer confissão de vários estupros

De acordo com o delegado João Eduardo Dantas, o suspeito se passava por taxista para fazer vítimas, mulheres com idade entre 17 e 67 anos.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) detalhou nesta segunda-feira (10) a prisão de Gustavo Santos Bruni, 23 anos. Ele é apontado como autor de pelo menos oito casos de estupro, além de roubos na região do município de Japoatã, em Sergipe.

De acordo com o delegado João Eduardo Dantas, o suspeito se passava por taxista para fazer vítimas, mulheres com idade entre 17 e 67 anos. Gustavo confessa apenas seis estupros e diz que escolhia as vítimas aleatoriamente.

?Vou pagar pelo o que devo e sou sair de cabeça erguida igual a um homem. Eu já estava querendo sair dessa vida, estava pedindo a Deus forças para não fazer mais isso. Eu errei e estou me sentindo a pior pessoa do mundo, sou um monstro para a humanidade. É um absurdo, sou um lixo e estou enojado comigo mesmo. Acho que nessa vida todo mundo erra, mas merece uma segunda chance?, afirma Gustavo.

O delegado diz que em um dos casos o suspeito chegou a obrigar que dois irmãos tivessem relações sexuais, além de ter deixado uma adolescente de 12 anos trancada no carro enquanto obrigava a mãe dela a praticar o ato sob ameaça de ele atear fogo na menina. As vítimas já identificadas são dos municípios de Japoatã, Neópolis, Malhada dos Bois e Pacatuba.

Gustavo diz que foi abusado sexualmente aos 12 anos de idade quando ele voltava da escola e um homem ofereceu carona para ele. ?Ele usou uma faca para me obrigar a ficar quieto enquanto ele me abusava. Nunca contei pra ninguém porque senti muita vergonha?, conta. O suspeito tem três filhos e usava um carro modelo Gol branco sem placa financiado no nome da companheira para praticar os crimes.

Segundo o sargento Adriano Ferreira, Gustavo foi preso em flagrante na sexta-feira (7) após abusar de três mulheres em um matagal próximo a cidade de Pacatuba. O suspeito também é acusado de um sequestro e possui um mandado de prisão preventiva emitido pela Justiça de Aquidabã por um roubo realizado no ano passado.

Fonte: G1