Homem de 32 anos pega prisão perpétua por ter ateado fogo e matado namorada

Homem de 32 anos pega prisão perpétua por ter ateado fogo e matado namorada

Internada com graves queimaduras, ela morreu depois de cerca de um mês.

Um homem do estado americano da Virgínia Ocidental foi condenado à prisão perpétua, sem possibilidade de liberdade condicional, por ter ateado fogo a uma namorada, provocando a morte dela.

Farley Allen Rhodes, de 32 anos, recebeu a sentença na quarta-feira, na cidade de Charleston. Ele havia confessado o crime. Após ser sentenciado, ele perdeu a calma e fez careta para os fotógrafos.

Ele relatou que banhou a namorada, Starlena Pratt, com fluido para isqueiro, e depois ateou fogo a ele, durante uma briga de casal no apartamento em que moravam, em 2008.

Internada com graves queimaduras, ela morreu depois de cerca de um mês.

O tribunal do condado de Kanawha o condenou por homicídio de primeiro grau.

Fonte: g1, www.g1.com.br