Homem de 35 anos pode ser maníaco dos travestis

Homem de 35 anos pode ser maníaco dos travestis

Mesmo na mira da Polícia, o acusado continua atuando

A busca pelo maníaco dos travestis, encabeçada pela Delegacia dos Direitos Humanos, continua intensa. Entre agosto e outubro foram três vítimas.

Informações de vítimas, dadas à polícia, apontam que os travestis são levados para lugares desertos e, após o programa, tem início uma série de agressões físicas que, às vezes, resultam em mortes.

As vítimas normalmente são abordadas nos pontos em que atuam, geralmente no centro de Teresina. Os momentos tensos, vividos por quem já foi agredido, mostram a ânsia pela captura do maníaco. ?Tem uma de nós que perdeu a audição; outra com sequelas de esquecimento; e temos outra que não quer mais contatos conosco pelo tamanho da violência, ela sumiu do nosso convívio? relata a representante do Grupo Piauiense de Transexuais e Travestis, Maria Laura.

As características apontadas pela polícia apontam que o suposto acusado é moreno, alto, possui tatuagens no braço e na panturrilha, tem entre 35 e 38 anos e usa veículos diferentes.

Mesmo na mira da Polícia, o acusado continua atuando. Segundo a Delegacia dos Direitos Humanos estão sendo criados serviços com plantões noturno como estratégias de captura.

Fonte: Denison Duarte