Homem é assassinado em Guadalupe e suposto autor foi preso em Floriano

O assassinato ocorreu com sete tiros, que atingiram o braço, o abdômen e a cabeça.

Um crime bárbaro ocorreu na noite desta segunda-feira, 18, em uma estrada que dá acesso ao projeto Platôs de Guadalupe, no bairro Cruzeta.

A vítima foi identificada por José Mazim Silva, 35, casada, pai de dois filhos, residente atualmente na Avenida Manoel Ribeiro da Fonseca. O assassinato ocorreu com sete tiros, que atingiram o braço, o abdômen e a cabeça.

Segundo informações da Polícia, que foi acionada em seguida, o suspeito era conhecido da vítima, pois ambos estavam na mesma moto quando os disparos foram efetuados.

O sargento César e os policiais Gonçalves e Silveira estavam de plantão e registraram a ocorrência. A vítima foi assassinada com  disparos à queima-roupa e morreu no local. “Houve troca de tiros e tinha rastros de sangue dentro do mato próximo”, disse o sargento.

Pouco tempo depois a polícia em investigação verificou que um homem havia dado entrada no hospital Tibério Nunes, em Floriano, com ferimentos feitos à bala. Ele afirmou simplesmente afirmou que tinha sido vítima de um assalto por volta das 20h, momento do ocorrido em Guadalupe.

O homem deu entrada no hospital em Floriano, às 22h e, após interrogado pela polícia, confessou que havia sido ferido em troca de tiro em Guadalupe. Ele foi identificado como Edson Vieira de Oliveira, 21 anos, que estava sendo ameaçado por José Mazim.

Ele voltará a ser ouvido quando tiver alta do hospital em Floriano, onde continua internado.



Fonte: Com informações do site Guadalupe Agora