Homem é executado com 13 tiros e suspeito consegue fugir da polícia

Jonatan Santana da Silva subia o morro, quando foi recebido a tiros por dois homens que estavam na escadaria.

Um homem de 22 anos foi executado a tiros, na Rua José Paulino Carvalho, no Morro Boa Vista, em São Torquato, Vila Velha, na noite desta quinta-feira (05).


Homem é executado com 13 tiros e suspeito consegue fugir da polícia em Vila Velha

De acordo com a polícia, Jonatan Santana da Silva subia o morro, quando foi recebido a tiros por dois homens que estavam na escadaria.

Ele correu pelo beco e a 80 metros a frente caiu morto. Durante a tentativa de fugir dos tiros, a vítima deixou cair pelo caminho uma pistola 380.

Quando já estava baleado, Jonatan caiu sobre um carro que estava estacionado. Segundo a perícia, foram encontradas 13 perfurações no corpo da vítima.

O jovem tinha passagem por tráfico e a polícia acredita que o crime está ligado à guerra do tráfico.

O sargento Ribeiro, da Polícia Militar, acredita que o morro está em guerra e que isso acontece quando querem tomar o ponto de drogas.

?Mais cedo nós fizemos a apreensão de um menor no tráfico de drogas em uma escadaria aqui perto e na condução ele informou que o morro está em pé de guerra onde um lado do morro está contra o outro. Geralmente as brigas nesses locais são pelo ponto de drogas, para tomarem o ponto.?

Denúncias anônimas levaram os policiais até o segundo andar de uma casa do bairro, onde eles acreditam que o dono da residência seja o autor o crime.

Para a polícia, Edson Sebastião Nunes de Souza, de 29 anos é suspeito de assassinar Jonatan Santana da Silva.

Edson possui passagens pela justiça por tráfico ilegal de armas. De acordo com denúncias, ele fugiu de moto em direção ao bairro Alvorada, em Vila Velha, logo depois do crime.

Quando chegaram ao local, os policiais encontraram a porta aberta e a luz acesa. Dentro da casa foram encontradas quase 200 pedras de crack, munições de diversos calibres, sacolas para embalo do entorpecente e uma balança de precisão.

O cabo Hudson, da Polícia Militar explica como chegaram até a casa do suspeito ?Chegamos ao local do crime com a situação do homicídio e encontramos arma e o cidadão no chão, quando começaram a chegar muitas denúncias de que o autor dos disparos moraria nesta casa. Viemos até aqui com a equipe e ao olhar pela janela nós vimos várias munições pelo chão. A porta estava meio aberta, entramos e encontramos munições e drogas. Tudo indicava que ele veio até aqui, pegou alguma coisa e deve ter fugido.?

Fonte: r7