Homem é linchado por vizinhos após matar mulher no Ceará

Homem é linchado por vizinhos após matar mulher no Ceará

O assassino foi agredido a socos, pontapés, pedradas e pauladas e teve morte imediata

O desempregado José Uelton Vidal Fernandes, 25, foi assassinado, a pedradas e pauladas, após matar a companheira dele, a ambulante Maria José da Conceição, 40. O crime passional seguido de linchamento ocorreu no final da noite de anteontem, nas ruas Castro Vieira e Retiro da Felicidade, no Planalto Ayrton Senna (antigo Pantanal).

Após matar a mulher, Uelton Vidal saiu correndo do local. Ele entrou na Rua Retiro da Felicidade, no mesmo bairro, mas foi alcançado e agredido a socos, pontapés, pedradas e pauladas e teve morte imediata FOTO: NAVAL SARMENTO

Segundo testemunhas, a mulher estava vendendo espetinhos defronte a um estabelecimento comercial na Rua Castro Vieira, quando o Uelton Vidal chegou e viu Maria José da Conceição conversando com um cliente. Ele entendeu que a companheira estaria tendo um caso com a pessoa e começou a discutir com ela.

Conforme ainda relatos de testemunhas, após o bate-boca, Uelton Vidal saiu do local, foi à casa dele, pegou uma faca e retornou. Sem dizer nada, ele sacou a arma e passou a desferir os golpes. Maria José foi levada ao "Gonzaguinha" do José Walter, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos.

Linchamento

Enquanto a vítima era socorrida, pessoas que testemunharam o crime perseguiram Uelton Vidal que saiu correndo do local. Ele entrou na Rua Retiro da Felicidade, no mesmo bairro, mas foi alcançado e agredido a socos, pontapés, pedradas e pauladas. A violência foi tamanha, que o desempregado teve morte instantânea. Os agressores saíram imediatamente do local, quando constataram que homem já estava sem vida.

Isabel Cristina, prima de Uelton Vidal, contou que ele, desde que chegou do Interior, passou a viver maritalmente com Maria José da Conceição, 15 anos mais velha que ele.

Cristina relatou que as discussões entre os dois eram constantes, pois Uelton Vidal "não queria fazer outra coisa a não ser passar o dia inteiro bebendo". Meses antes da tragédia, o desempregado agrediu a companheira, também a facada, mas as lesões foram leves. O casal se separou, mas se reconciliou. As brigas, sempre por ciúme, continuaram ocorrendo.

Na quinta-feira passada, o casal voltou a discutir porque a cesta básica que Maria José tinha comprado, sumiu. Quando perguntou a Uelton Vidal onde ele tinha guardado as mercadorias ele ficou calado.

Ainda naquele dia, a mulher descobriu que o companheiro tinha furtado a cesta básica e trocado por bebida. A raiva de Maria José foi maior porque os filhos do casal ficaram sem comida.

Outro crime de morte também foi registrado dez minutos depois da morte do casal. Um homem, identificado somente por Antônio, foi assassinado a bala na 2ª Etapa do Conjunto Prefeito José Walter. A autoria do crime ainda é desconhecida.

Interior

Wagner de Castro da Silva, foi encontrado morto, na noite de sexta-feira, ao lado da motocicleta dele, em um estrada carroçável, em Salitre (a 520 Km da Capital). A vítima apresentava perfuração a bala na cabeça.

Fonte: Diário do Nordeste