Jovem é morto a tiros dentro de boate e irmã e amigos vêem tudo

Jovem é morto a tiros dentro de boate e irmã e amigos vêem tudo

Suspeito é um bombeiro, que teria sido autorizado a entrar armado no local

Um homem foi morto na frente dos amigos e da irmã, numa boate em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, na madrugada de sábado (23). Segundo testemunhas, o principal suspeito do crime seria um bombeiro, que entrou armado no local com autorização do dono da boate.

A jovem viu o irmão, de 24 anos, ser assassinado na frente dela. Ela contou o drama ao Bom Dia Rio:

?Quando olhei para o lado, ele já estava com a arma na mão. Eu fui tentar ajudar meu irmão. Puxei meu irmão para o lado e aí, ele foi me empurrou. Quando ele me empurrou já foi para cima do meu irmão com a arma, deu coronhada na cabeça dele e em seguida o tiro?, relembrou a jovem.

O crime foi numa casa de show, em Rio do Ouro, bairro de São Gonçalo. A vítima é o peixeiro Marconi Lima da Silva. De acordo com a irmã, não havia motivos para ele morrer daquela maneira.

Segundo testemunhas o assassino seria um bombeiro e teria deixado o local do crime sem ser incomodado pelos seguranças da boate.

Depoimentos

Um funcionário da boate também prestou depoimento. Ele afirmou que soube por intermédio de outro segurança que o autor do disparo é um bombeiro chamado Mendonça e que o proprietário da boate teria autorizado a entrada do militar sem pagar. A polícia pretende ouvir o suspeito ainda nesta segunda-feira (25).

O dono da casa de show prestou depoimento na delegacia, mas não foi encontrado para dar entrevista. Aos policiais, ele afirmou que não viu quem fez o disparo.

?Quero que seja feita justiça, quero que a polícia prenda ele. Uma pessoa dessas não pode ficar solta de jeito nenhum?, disse a irmã da vítima.

Em depoimento na delegacia, o dono da boate confirmou que conhece o bombeiro suspeito do crime, mas nega que tenha autorizado a entrada dele com a arma.

Fonte: G1