Homem é preso por estuprar e manter próprias filhas em cárcere privado

A prisão do ferreiro, 40 anos, ocorreu após o recebimento de denúncias na delegacia e depois que a irmã mais velha das vítimas delatou os abusos

Um homem foi preso em Manaus, no Amazonas, após ser acusado de ter estuprado as duas filhas adolescentes e ter mantido as duas em cárcere privado. A detenção ocorreu no último sábado no bairro Cidade Nova, na zona norte da capital amazonense.

A prisão do ferreiro, 40 anos, ocorreu após o recebimento de denúncias na delegacia e depois que a irmã mais velha das vítimas delatou os abusos do pai contra as irmãs. Segundo a delegada Linda Gláucia de Moraes, da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), as agressões teriam começado quando o ferreiro e as filhas vieram do município de Maués, distante 276 quilômetros da capital, para Manaus. A mãe das meninas teria abandonado a família após sofrer agressões físicas cometidas pelo pai.

Conforme relatos das vítimas, a adolescente de 17 anos foi abusada sexualmente pelo pai desde os 13 anos, e teve dois filhos oriundos dessa relação. A filha mais nova, 12 anos, também estaria sofrendo abusos há cerca de um ano. Em depoimento, as vítimas confirmaram as agressões.

O mandado de prisão preventiva do homem foi solicitado pela delegada e acatado pela juíza Karen Aguiar na última sexta-feira. O ferreiro foi preso em casa e, durante depoimento na delegacia, confessou o crime contra a filha de 17 anos. Ele negou ter aliciado sexualmente da menina mais nova.

Nessa segunda-feira, o homem e os filhos da adolescente de 17 anos foram submetidos a exames de DNA com o objetivo de comprovar a paternidade das crianças. O homem foi autuado por cárcere privado, estupro de vulnerável e abandono intelectual e encaminhado para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa. As adolescentes vítimas recebem atendimento no Serviço de Atendimento às Vítimas de Violência Sexual (SAVVIS).

Fonte: Terra