Homem é preso por sequestrar ex em tentativa de reatar namoro

Os policias efetuaram a prisão e também apreenderam nas imediações o adolescente envolvido no sequestro

Um inusitado caso de sequestro movimentou o município de Serrinha, na Bahia, na terça-feira. Segundo a Polícia Civil baiana, o promotor de eventos Gessé da Anunciação, 29 anos, foi preso depois de ter mantido o ex-namorado Murilo, de 18 anos, em cárcere privado em um sítio localizado na zona rural. A exigência para libertar a vítima seria a garantia de reatarem o namoro. Também foram detidos outros dois homens que participaram do crime: Luan Pires Oliveira, 19 anos, e um adolescente.

O ex-namorado foi abordado pelos comparsas na noite de segunda-feira, quando saía do trabalho em um restaurante, às margens da BR-324, na região de Feira de Santana. Sob a mira de dois revólveres, Murilo foi levado até um sítio próximo ao parque Trem da Alegria, onde Gessé já o aguardava. Eles transportaram em um veículo Fox, de cor branca, clonado, que o mentor do crime afirmou ter comprado em Salvador por R$ 5 mil. O patrão de Murilo presenciou o sequestro e entrou em contato com a 1ª Coorpin/Feira.

Os pais da vítima foram procurados pela polícia e, diante da probabilidade de o crime ter como motivação o término de um relacionamento em Serrinha, o coordenador da 1ª Coorpin, delegado Ricardo Esteves Brito Costa, acionou o colega Fábio Santos Silva. Familiares de Gessé forneceram o número de seu telefone celular aos policiais que investigavam o caso.

Abuso sexual

Ao negociar o fim do sequestro, o coordenador da 15ª Coorpin falou diversas vezes com Gessé. Irredutível, o promotor exigia que Murilo reatasse a relação para ser libertado. Segundo a polícia, enquanto esteve em cárcere privado, a vítima foi agredida e abusada sexualmente por Gessé e Luan.

Convencido pelo delegado que deveria se entregar, o promotor de eventos deixou o sítio e seguiu com Murilo para a casa da família, no bairro Rodagem, onde foi preso. A vítima forneceu ao delegado a localização do cativeiro, onde foram encontradas algemas, restos de alimentos e pedaços de velas. Murilo informou ainda conhecer os comparsas. A polícia então foi até a casa de Luan, onde encontrou as duas armas usadas no crime. Os policias efetuaram a prisão e também apreenderam nas imediações o adolescente envolvido no sequestro.

O delegado Fábio Santos Silva autuou Gessé e Luan em flagrante por sequestro, cárcere privado e estupro. Eles estão sob custódia na Delegacia de Serrinha, de onde serão transferidos para o Presídio Regional. O adolescente infrator foi apresentado pela família ao fórum local.

Fonte: Terra