Homem é preso suspeito de matar mulher devido teste de paternidade

O crime ocorreu no dia 28 de junho na cidade de Jaupaci, no centro do Estado.

Um homem de 40 anos foi preso por suspeita de matar uma mulher por causa de um teste de paternidade em Goiás, segundo informações divulgadas pela Polícia Civil nesta segunda-feira. O crime ocorreu no dia 28 de junho na cidade de Jaupaci, no centro do Estado.

De acordo com o Grupo de Repressão a Narcóticos (Genarc), Ademir Martins da Costa, conhecido como Nenzico, matou Sirneli Aves de Oliveira, 31 anos, com um golpe de faca na região do pescoço, provavelmente enquanto ela dormia. Segundo a perícia, ele carregou o corpo da mulher até a varanda da casa, localizada no Setor Aeroporto.

A vítima era mãe de quatro filhos. O mais velho recentemente havia se submetido a um exame de DNA para verificar quem era o pai, apontado como sendo Nenzico. O resultado, no entanto, não comprovou a suspeita da mãe. Desde então, a polícia diz que Nenzico nutria "grande raiva por Sirneli".

Após o crime, o suspeito fugiu para a cidade de Itaberaí e, posteriormente, para Itapuranga, onde se escondeu em uma fazenda. Após duas semanas de investigações, e com a decretação da prisão preventiva pela comarca de Israelândia, os agentes conseguiram prender o suspeito na última quarta-feira.

Fonte: Terra