Homem é supostamente morto por traficantes em comunidade do Rio

Fabrício aparece algemado e com uma chupeta na boca.

Um vídeo que circula nas redes sociais e está sendo investigado pela 35ª DP de Campo Grande mostra traficantes oriundos da comunidade da Carobinha, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, ameaçando um homem suspeito de envolvimento com uma milícia que atua na região. 

De acordo com a polícia, Fabrício Carlos dos Santos Silva, de 30 anos, é um dos homens fortes no grupo paramilitar e está desaparecido desde a última terça, quando teria sido capturado pelos criminosos rivais. 

Nas redes sociais, as imagens chamam atenção ainda pela semelhança com conteúdos divulgados recorrentemente pelo Estado Islâmico. Fabrício aparece algemado e com uma chupeta na boca.

Com a gravação, também estão sendo compartilhadas fotos que mostrariam o corpo esquartejado de Fabrício. A morte do suposto miliciano, contudo, ainda não foi confirmada pela polícia. Em outubro do ano passado, ele foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. 

Homem é supostamente morto por traficantes em comunidade do Rio (Crédito: Reprodução)
Homem é supostamente morto por traficantes em comunidade do Rio (Crédito: Reprodução)


A disputa por território entre traficantes e milicianos é antiga na Carobinha. No fim de 2015, criminosos da mesma facção que já atuou na comunidade saíram da Vila Vintém, também na Zona Oeste, e fizeram uma investida para tentar retomar a região. Desde então, confrontos esporádicos entre os dois grupos têm ocorrido no interior da favela.

No vídeo, além das ofensas e ameaças, Fabrício é obrigado a fazer com as mãos algemadas um símbolo alusivo a essa facção. Uma das várias vozes ao fundo grita que “é a tropa” e avisa: “Nós ‘vai’ voltar, rapá”!


Fonte: Com informações do Extra