Homem é suspeito de aplicar golpe de R$ 100 mil no pai no RS

O homem usava bilhetes e ligações telefônicas para ameaçar a segurança da família

Um aposentado de 61 anos foi comunicado pela polícia que o próprio filho era suspeito de ter aplicado um golpe de R$ 100 mil na família em Campo Bom (RS). João Elio Müller teria pagado o valor ao longo de nove meses e acreditava ser vítima de uma quadrilha especializada que ameaçava a segurança de seus familiares. As informações são do jornal Zero Hora.

Segundo a reportagem, após não ter mais dinheiro para entregar, o aposentado procurou a polícia, que chegou ao filho da vítima. Igor Leonardo Müller, 29 anos, estaria desempregado e teria reunido uma turma de amigos para comandar a suposta chantagem.

O jornal afirma que o homem usava bilhetes e ligações telefônicas para ameaçar a segurança da família. O aposentado teria ficado preocupado com os detalhes que as mensagens tinham sobre sua casa, sua mulher, seus filhos e netos.

A vítima entregou todo o dinheiro da poupança e vendeu um imóvel para tentar garantir a segurança da família, mas não falou da chantagem para ninguém. Após procurar a polícia, foi informado que um parente poderia estar envolvido no golpe.

"Desde o primeiro momento, ele não acredita que o filho estivesse envolvido. Ele só disse que criou todos os filhos com todo o carinho fazendo o possível e o impossível por eles e que não podia acreditar em tudo isso", disse ao jornal o escrivão José Lauri da Silva.

Na segunda-feira, a quadrilha exigiu mais R$ 15 mil do homem. A entrega foi feita como nas outras vezes, na frente da casa da família, contudo, foi acompanhada pela Polícia Civil, que prendeu dois homens que pegariam o dinheiro. Os policiais, então, chegaram ao filho e outros seis suspeitos. Segundo o jornal, eles admitiram o crime e negaram que comprassem drogas - o dinheiro seria usado para comprar roupas e aparelhos eletrônicos.

Fonte: Terra, www.terra.com.br