Homem é suspeito de matar namorada e sogro a facadas

Homem é suspeito de matar namorada e sogro a facadas

O delegado que investiga o caso preferiu não dar detalhes sobre o ocorrido.

Os corpos de Edilson Aquino, 57 anos, e sua filha Camila Silveira Aquino, 24 anos, foram encontrados com sinais de facadas dentro da cozinha do apartamento onde moravam no bairro Raposo Tavares, na zona oeste de São Paulo, na manhã desta segunda-feira. Após as primeiras investigações e de acordo com a vizinhança, a polícia suspeita que o criminoso seja o namorado da filha, Washington Cerqueira, 23 anos.

O primeiro a ver os corpos foi o outro filho de Edilson, que percebeu que o pai demorava muito a chegar no trabalho e resolveu voltar para casa para saber o motivo, já que não atendia o telefone celular. Ao chegar no apartamento, percebeu um forte cheiro de gás e decidiu arrombar a porta, encontrando seu pai e irmã esfaqueados na cozinha.

Durante a noite, vizinhos ouviram Camila e Washington discutindo após voltarem de uma festa próxima ao apartamento. De acordo com as testemunhas, o pai teria acordado com o barulho da briga e foi tirar satisfação com o namorado. Após brigarem, Edilson teria sido esfaqueado por Washington, que também usou a faca para matar Camila.

O delegado que investiga o caso, Ronaldo Bittencourt Cardoso, preferiu não dar detalhes sobre o ocorrido, esperando a perícia chegar ao local. "Estamos ainda no início da investigação". Ele não informou quantas facadas as vítimas levaram nem qual o horário exato do crime.

De acordo com a vizinha e amiga de infância de Camila, Tatiane de Carvalho Centovanti, 26 anos, o casal namorava há cerca de quatro meses. "Ela (Camila) não era de falar muito, mas reclamava dele porque era muito ciumento e se preocupava com a segurança dela. Acho que aconteceu alguma coisa no samba (festa onde eles estavam)", afirmou.

Tatiane disse que o Washington era usuário de drogas e não tinha um emprego fixo. Ela também informou que o suspeito sempre estava na casa da namorada e que pretendiam se casar ano que vem. "Já dei um ultimato nele e ele vai mudar", teria dito Camila a Tatiana dias antes do crime, segundo a amiga.

Fonte: Terra