Homem joga a namorada nos trilhos do metrô depois de esfaqueá-la no Rio

O faxineiro Raul Henriques Nogueira, de 32 anos, esfaqueou a doméstica Maria Gomes da Silva

Por causa de ciúmes, um homem causou pânico na estação da Glória do metrô ao esfaquear a namorada e jogá-la nos trilhos energizados da empresa na noite desta quarta-feira. Agentes do Metrô Rio, rapidamente, desligaram o sistema de energia e retiraram os dois dos trilhos. A energia só pôde ser restabelecida às 20h, 16 minutos após o episódio. Houve um pequeno atraso na circulação das composições, mas o que mais chamou a atenção dos usuários do metrô foi o ataque do agressor, que foi preso, entregue à Polícia Militar e autuado por tentativa de homicídio por motivo torpe e sem chances de defesa da vítima na 12ª DP (Copacabana). A mulher foi levada para o Hospital Souza Aguiar.

O faxineiro Raul Henriques Nogueira, de 32 anos, esfaqueou a doméstica Maria Gomes da Silva, de 39, em frente à estação da Glória. Depois, agarrou a vitima, arrastando-a dali até a plataforma de embarque, onde pulou nos trilhos para matá-la e se suicidar, segundo a delegada adjunta da 12ª DP, Soraia Vaz de Santana, que investiga o caso. Houve pânico entre os usuários, que chamaram agentes da estação. De acordo com a delegada, Raul tem ciúme doentio da namorada e havia premeditado o crime.

? Ele disse que namora a Maria há quatro anos e que, hoje (quarta-feira), a viu conversando com um homem em Copacabana, perto do trabalho. O homem foi embora e ele foi tirar satisfações. Ela insistiu que estava apenas conversando e foi embora. Mais tarde, ele ligou e combinou de se encontrar na estação da Glória. Esse tipo de crime ainda existe. Eles insistem nisso. É uma atitude primitiva ? contou a delegada.

Fonte: Extra