Homem leva 10 tiros durante assalto e sobrevive

Uma pessoa que estava passando pela rua viu a invasão e chamou a polícia

Apesar de ter sido alvejado dez vezes durante tiroteio entre policiais e criminosos, o dono de um salão de beleza em Pirituba, na Zona Norte de São Paulo, não corre risco de morte. A troca de tiros aconteceu na noite de quinta-feira (11), após uma quadrilha invadir o salão.

Quatro suspeitos entraram no salão e renderam o proprietário do estabelecimento, Orestes Gomes Filho, de 55 anos, sua mulher, a administradora Elizabeth Corso, e uma cabeleireira de 40 anos. ?Eles queriam dinheiro, mas não tínhamos?, disse

Uma pessoa que estava passando pela rua viu a invasão e chamou a polícia. Minutos depois, equipes da Polícia Militar cercaram o local. Houve confronto.

Na troca de tiros, Orestes foi alvejado dez vezes, principalmente nas pernas e nos pés. Segundo o filho da vítima, o administrador Jonas Souza de Barros, o proprietário do salão sofreu diversas fraturas. ?Mas não atingiram nenhum órgão vital?, afirmou, acrescentando que seu pai será transferido para o Hospital Samaritano.

Dois dos suspeitos foram baleados e encaminhados ao pronto-socorro do Hospital de Pirituba, onde morreram. Os outros dois suspeitos foram presos.

A funcionária do salão sofreu apenas ferimentos leves e passa bem, conforme a Secretaria Municipal de Saúde. A pasta, porém, negou que a mulher tenha sido baleada. Ela está internada no pronto-socorro sob observação.

Ao todo, nove armas foram apreendidas ?sete dos PMs e duas dos criminosos. Elas passarão por perícia para identificar os autores dos disparos que atingiram Gomes Filho.

Fonte: g1, www.g1.com.br