Homem mata sua ex-mulher com 10 facadas em frente igreja por ciúmes

O casal estava separado há cerca de três meses, mas ele não aceitava o fim do relacionamento.

Uma mulher de 47 anos foi morta a golpes de faca pelo ex-marido na noite dessa terça-feira em Jaú, no interior de São Paulo. O casal estava separado há cerca de três meses, mas ele não aceitava o fim do relacionamento.

Nessa terça, José Antônio da Silva, 55 anos, mais uma vez procurou a ex-mulher, questionando-a sobre um possível novo relacionamento. De acordo com o delegado Nelson Henrique Júnior, o suspeito acompanhou a ex-companheira, Imaculada Conceição da Silva, da casa dela até a igreja evangélica, localizada no Jardim Pires de Campos I.

?Na porta da igreja o celular dela tocou, por isso o ex-marido desconfiou que fosse o homem com quem ela estava se relacionando. Em um momento de fúria, ele pegou a faca e desferiu cerca de 10 golpes nela?, explica o delegado.

Com ferimentos graves, a mulher chegou a ser socorrida, mas morreu ao dar entrada na Santa Casa da cidade. O culto ainda não havia começado, mas inúmeras pessoas estavam em frente à igreja e testemunharam o crime.

O homem fugiu, mas foi preso minutos depois por uma equipe da Força Tática da Polícia Militar em uma praça do bairro. José Antônio da Silva ainda estava com a faca usada no crime. Além disso, no bolso ele carregava uma chave de fenda que usaria para golpear a mulher caso a faca quebrasse durante a agressão.

?Me impressionou a frieza dele ao assumir a autoria do crime e contar com detalhes o que havia acontecido?, disse o delegado.

O suspeito será encaminhado à cadeia de Barra Bonita (SP) e vai responder por homicídio doloso, por ter premeditado o crime. A vítima já havia procurado a polícia para relatar as agressões sofridas pelo homem com quem viveu por 18 anos. O suspeito tem ainda passagens pela polícia por roubo. Chegou-se a comentar que a mulher pudesse estar grávida, mas o delegado disse não ter conhecimento do fato até o momento. O corpo da vítima foi encaminhado ao IML de Jaú.

Fonte: Terra