Após separação, homem mata a ex-namorada com tiro e comete suicídio

O casal havia se separado há dois meses, após 13 anos de um namoro conturbado.

O desempregado Nelson Santos, 29 anos, matou com um tiro na cabeça, no final da tarde da última terça-feira, a ex-namorada, Priscila Munhoz, 26 anos, enquanto ela trabalhava em uma loja de roupas no centro de Limeira, no interior de São Paulo.

De acordo com o delegado seccional de Limeira, José Henrique Ventura, o casal havia se separado há dois meses, após 13 anos de um namoro conturbado. No mês passado, Priscila chegou a registrar um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Limeira depois de sofrer ameaças.

Um inquérito foi instaurado e, após solicitar medida protetiva solicitada, ficou determinado no dia 19 de setembro que ele não se aproximasse da ex-namorada, sob pena de prisão preventiva. Na última terça-feira, Nelson, que recentemente deixou uma clínica de recuperação para dependentes químicos, resolveu desobedecer a decisão judicial.

Com uma arma calibre 38 de numeração raspada, o homem entrou na loja localizada na rua Visconde do Rio Branco por volta das 17h, e efetuou um disparo na cabeça de Priscila. As outras vendedoras e consumidores que estavam na loja saíram correndo. Com a chegada da Polícia Militar ele ameaçou se matar, e atirou contra a própria cabeça.

Ambos foram socorridos ainda com vida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas Priscila morreu a caminho do hospital. Nelson chegou a dar entrada no centro cirúrgico da Santa Casa de Limeira, mas morreu pouco depois. Os corpos dos ex-namorados estão sendo velados na manhã desta quarta-feira, em diferentes cemitérios da cidade.

Fonte: Terra