Homem mata gay a facadas, assa seu fígado e dá partes do corpo para o cachorro comer

Homem mata gay a facadas, assa seu fígado e dá partes do corpo para o cachorro comer

Ele usou seis facas e uma gilete para retalhar o corpo de Gilvan, que teve ainda seu nariz decepado.

A pequena cidade de Alfenas, MG, está chocada com um crime descoberto na semana passada que cada vez mais ganha requintes de crueldade. Gilvan Firmino Pereira (por coincidência o mesmo nome do gay morto na novela Insensato Coração) foi assassinado dentro de casa e teve o crânio esmagado depois de receber diversas facadas. Seu pênis foi encontrado dentro de sua boca e o assassino tentou ainda comer o seu fígado, que foi assado em um grill elétrico.

Gilvan, 25 anos, cabeleireiro, era natural do Pernambuco e foi morto na madrugada da quinta-feira por Fernando Henrique Alves, 20, garcom desempregado, que confessou o assassinato. Gilvan abrigava Fernando em sua casa e segundo o assassino consumiam crack juntos. O assassino afirmou que cometeu o crime pois Gilvan teria dado em cima dele e disse que faria novamente.

O assassino teria jogado ainda partes do corpo da vítima para seu cachorro comer. Ele usou seis facas e uma gilete para retalhar o corpo de Gilvan, que teve ainda seu nariz decepado. Um extintor de incêndio teria sido usado ainda para desfigurar a vítima. O rapaz teria sido morto do lado de fora de casa e gritado em socorro dos vizinhos que não responderam o chamado por acreditar ser um barulho normal, já que Gilvan costumava fazer barulho à noite. O assassino levou o corpo de cabeleireiro para dentro de casa, onde realizou o ritual macabro que durou algumas horas. Ele teria ainda tentado limpar o local e saiu para comprar pão. Uma vizinha que viu o sangue escorrendo da garagem chamou a polícia que prendeu o homem em flagrante.

Na semana passada, um homem de 21 anos foi preso ao praticar canibalismo com o cadáver de outro, de 32 anos. Eles teriam se conhecido em um site de relacionamentos. O crime aconteceu no noroeste da Rússia, na região de Múrmansk, no dia 19 de agosto. O rapaz teria consumido partes da vítima durante todo o final de semana.

Fonte: Lado A