Homem mata madrasta por causa de pensão do pai no Piauí

Homem mata madrasta por causa de pensão do pai no Piauí

O caso aconteceu quando a viúva voltava do cemitério onde tinha visitado a sepultura dos pais e outros familiares

O Dia de Finados marcado por uma tragédia familiar. Uma senhora de 72 anos, identificada por Delfina Antônia da Conceição, foi covardemente assassinada neste domingo (02), na zona rural do município de Patos do Piauí.

O caso aconteceu quando a viúva voltava do cemitério onde tinha visitado a sepultura dos pais e outros familiares. No carro, uma picape modelo Fiat Strada, estavam, além da vítima, mais quatro pessoas.

A viagem da família foi interrompida em frente ao colégio. Segundo testemunhas, uma armadilha havia sido montada. Pedaços de pau foram espalhados na estrada vicinal, em frente a um colégio, impedido a passagem do carro. Os passageiros desceram do veículo para retirar os obstáculos e foram abordados por um homem armado com uma espingarda.

Em fúria, o homem atirou contra a senhora. O disparo atingiu o rosto da vítima, que não resistiu às lesões e morreu no local. Um homem identificado por Avelar, genro da vítima, também foi atingido com um tiro na região do ombro. Mesmo baleado, ele conseguiu correr e se refugiar em uma residência.

Outros dois ocupantes do carro, o aposentado Gabriel Figueiredo (irmão da vítima) e Maria Delfina (filha da vítima e esposa de Avelar) conseguiram fugir sem sofrer lesões. Uma criança de apenas 5 anos, bisneto da vítima, permaneceu na carroceria do carro e presenciou toda a ação. Segundo relatos do senhor Gabriel, após praticar o crime, o homem saiu correndo pela estrada.

O homem acusado de cometer o assassinato não se escondeu e foi reconhecido, identificado por “Chico”, morador da própria comunidade e enteado da vítima. Segundo informou seu Gabriel, o autor dos disparos seria o filho de Inácio João Ferreira, já falecido, ex-marido da vítima. Segundo relatos de familiares, Inácio era viúvo e se casou com dona Delfina, que também era viúva. A união dos dois aumentou a família, pois ambos já tinham filhos de outros relacionamentos. Com a morte de Inácio, Delfina deixou a comunidade e foi morar na cidade de Jaicós.

Familiares relatam, ainda, que a disputa pela pensão de morte de Inácio teria motivado o acusado a cometer o crime.

A Polícia Militar está em diligência desde a manhã de domingo. Documentos do suposto autor do crime foram apreendidos da residência do mesmo. O acusado estaria escondido na mata, onde teria facilidade de trafegar por ser um homem do campo e conhecer bem a região.

O corpo da vítima foi levado ao Hospital Regional de Picos, onde foi submetido a perícia, e só na noite deste domingo, retornou à cidade de Jaicós para ser velado na residência da família, situada no Bairro Nova Olinda, próximo ao Hospital Florisa Silva.

Com grave lesão na região do ombro, a segunda vítima, Avelar, foi encaminhado para Picos e depois para o Hospital de Urgências de Teresina.

Clique e curta o Portal Meio Norte no Facebook

 

Fonte: cidadesnanet