Transtornado, jovem assassina a sogra, esposa e cunhada a facadas

'Sua intenção era queimar os cadáveres', disse o delegado do caso.

João Paulo Barros de Oliveira autor da chacina em Bauru
João Paulo Barros de Oliveira autor da chacina em Bauru

Três mulheres, sendo duas irmãs,  foram brutalmente assassinadas a facadas e pauladas durante uma chacina ocorrida na Vila Industrial, Bauru, no interior de São Paulo, na manhã desta terça-feira (19).  João Paulo Barros de Oliveira, 24 anos, companheiro de uma das vítimas, confessou o crime. 

De acordo com informações da Polícia Civil de Bauru, primeiramente ele matou a esposa Patrícia Pâmela Rondora Peixoto, de 27 anos. Em seguida, tirou a vida de  Cristiane Lopes Vendramini, de 30 anos, irmã de Patricia. Transtornado, golpeou Damiana Pereira Lopes, de 72 anos, mãe de criação das duas irmãs. 

Uma filha de Cristiane, de apenas 6 anos de idade, estava no local e por pouco não foi morta. "A menina só escapou porque saiu gritando", afirmou o delegado responsável pelo caso,  Kleber Granja. Um  idoso de 90 anos, que dormia na residência, também conseguiu sobreviver.

Ainda segundo Kleber Granja, o assassino pretendia queimar todos os corpos dentro de um carro. "Ele incendiou o carro e sua intenção era queimar os cadáveres dentro do veículo para apagar provas", contou o policial. "O responsável merece condenação exemplar", disse.

João Paulo Barros de Oliveira foi capturado e durante depoimento na delegacia acabou confessando o crime. 



Fonte: Com informações de Atribuna