Policial acusado de matar comerciante que falava com filha no celular.

Após o suposto disparo, o policial deu um tiro para o alto que, de acordo com testemunhas, acabou atingindo fatalmente o comerciante

Um comerciante foi morto na noite deste domingo enquanto falava ao celular com a filha de 14 anos na janela da própria casa, no bairro do Jaçanã, zona norte da capital. Segundo testemunhas, o disparo teria sido feito por um policial, após uma perseguição. Tudo começou quando dois criminosos, em um carro, apreenderam fuga pela rua da vítima e acabaram batendo o veículo. Na abordagem, segundo a versão dos policiais que participaram da ocorrência, um suspeito saiu ferido e acabou se rendendo, mas o segundo saiu correndo e, em determinado momento, deu um tiro contra a viatura.

Após o suposto disparo, o policial Sebastião Venâncio Neto deu um tiro para o alto que, de acordo com testemunhas, acabou atingindo fatalmente o comerciante Flávio Roberto das Neves, 37 anos, que estava na janela de casa. O policial confirmou o disparo, mas alega que foi acidental. A perícia vai analisar a arma do PM para confirmar se o disparo partiu dela. O policial já foi ouvido e deverá ser encaminhado para o Presídio Militar Romão Gomes. O caso é investigado pelo Departamento de Homicídio e de Proteção à Pessoa (DHPP) e é acompanhado pela Corregedoria da Polícia Militar.

Fonte: Terra