Homem que ajudou família de PM a sair de favela é torturado por bandido

Além das agressões, a vítima, de 32 anos, ainda foi obrigada a consumir drogas

Um homem foi sequestrado e torturado por traficantes da Favela Parque Imperial, no bairro Cabuçu, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense, nesta segunda-feira. Motivo: a vítima havia ajudado a família de um PM assassinado no local a se mudar. Além das agressões, a vítima, de 32 anos, ainda foi obrigada a consumir drogas. Ele foi libertado por policiais militares do 20º BPM (Mesquita) e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cabuçu. O caso foi registrado na 56ª DP (Comendador Soares).

Por volta das 21h30m, policiais militares do Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) do bairro foram procurados por um homem de 45 anos. Apavorado, ele contou que um parente havia sido rendido por bandidos armados e levado em seu carro, um Foccus prata.

Segundo contou a testemunha, os traficantes disseram que o homem seria morto por ter ajudado a família do soldado Antônio Carlos dos Santos Júnior, de 33 anos - morto no dia 13 de abril deste ano -, a fazer a mudança.

Os PMs logo começaram a busca e conseguiram encontrar a vítima durante um patrulhamento na Avenida Abílio Augusto Távora. Os bandidos conseguiram fugir.

Soldado morto

Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro do Alemão, o soldado Antônio Carlos foi morto a tiros na Rua Príncipe Dom João, na Favela Parque Imperial. Ele estava em seu carro, um Uno verde, e teria reagido a um assalto quando chegava em casa. A farda do PM estava no veículo, mas sua pistola foi levada. À época, a polícia investigava se ele havia sido morto por ser sido identificado como policial.

Fonte: Extra