Homem que estuprou e matou filha-neta pega 50 anos de prisão

A sentença foi anunciada pela juíza Camilla Marcela Ferrari Arcaro, da Vara do Júri de Leme

A Justiça de São Paulo condenou a 50 anos, quatro meses e 15 dias de reclusão, em regime inicial fechado, Pedro Luis Couvre, 52 anos, pelo estupro e assassinato de sua filha-neta em 2007, então com 3 anos, em Santa Cruz da Conceição. Durante as investigações, a polícia descobriu que Couvre era avô e também pai da vítima, fruto de estupros praticados contra sua filha J. desde que ela tinha 9 anos. O homem também é pai de outro filho gerado por J.

A sentença foi anunciada pela juíza Camilla Marcela Ferrari Arcaro, da Vara do Júri de Leme, na última terça-feira e divulgada nesta sexta pelo tribunal. Após mais de 10 horas de julgamento, o conselho de sentença considerou Couvre culpado de todas as acusações: homicídio triplamente qualificado, atentado violento ao pudor e ocultação de cadáver.

Na época, o corpo da criança foi encontrado às margens da lagoa na propriedade onde a família morava, após cinco dias de buscas. Durante as investigações, Couvre confessou ter asfixiado a menina enquanto mantinha relações sexuais com ela. Depois, um exame de DNA constatou que a vítima era filha-neta do acusado e a polícia descobriu que a filha do homem também era vítima de estupros.

Fonte: Terra, www.terra.com.br