Homem que faz magia negra em cemitérios é preso após enfiar “anel fatal” no coração de inimigo

No momento da prisão, suspeito deu risada e disse ironicamente que era evangélico

Esron Martins Montalvão, conhecido como Régis, foi preso em Manaus (AM) suspeito de ter assassinado o chapeiro Leonardo Martins da Costa, 18 anos, com a lança de um anel cravada no peito da vítima. Segundo a polícia, o motivo seria uma rivalidade entre grupos.

Esron Martins Montalvão


No dia 21 de março, o chapeiro foi morto dentro de um terminal de ônibus. Régis é gótico e seria praticante de magia negra dentro de cemitérios da capital. A vítima pertencia a um grupo chamado Anarcopunk, rival ao de Régis, o que gerou o conflito.

Régis foi preso na segunda-feira (28) e deu risada durante apresentação à polícia. Ele foi irônico dizendo que era evangélico e não tinha matado Leonardo.

A polícia informou que a lança do anel usado pelo suspeito perfurou o coração da vítima, que acabou não resistindo.

Fonte: R7