MA: Homem que se passava por padre é acusado de estelionato

MA: Homem que se passava por padre é acusado de estelionato

Após ser preso, Cristiano da Silva foi autuado em flagrante por estelionato.

Por determinação do juiz Fernando Mendonça, foi solto na noite de quarta-feira (26), o falso padre Cristiano Santos da Silva. Ele foi preso por volta das 19h de terça-feira (25), quando se preparava para rezar uma missa na Igreja de São João Batista, no Recanto dos Vinhais, bairro da capital maranhense, São luís.

A prisão do falso padre foi feita por investigadores da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), coordenados pelo delegado Breno Galdino. De acordo com o delegado, Cristiano da Silva é natural da cidade de Castanhal, no Estado do Pará, e estava em São Luís fazia sete meses.

No município paraense, como disse Breno Galdino, ele teria sido criado por padres e trabalhado nas dioceses, onde aprendeu a fazer os trabalhos dos sacerdotes.

Após ser preso, Cristiano da Silva foi autuado em flagrante por estelionato e levado para o 13º Distrito Policial (DP), do Conjunto do Cohatrac, onde ficou até receber o alvará de soltura. Segundo Breno Galdino, o falso padre irá aguardar o andamento do processo em liberdade.

Em São Luís, Cristiano também dava apoio na paróquia do Cohafuma e deu aulas em uma escola na Vila Embratel. Ele morava na cobertura do Edifício Riviera, no Bairro do São Francisco, que era paga pela igreja e pelas celebrações de casamentos e batizados.

Fonte: Jornal Pequeno