Homem que teria trocado nome de mulher morre esfaqueado na BA

A confusão de nomes teria motivado uma discussão

Um homem teria sido morto a facadas pela companheira na madrugada de terça-feira em Camaçari, a 51 km de Salvador. De acordo com a Polícia Civil, Luiz Alberto Santos de Jesus, soldador de 42 anos, teria confundido o nome de sua atual companheira, Itamaraci Silva da Conceição, 24 anos, com o apelido da ex-mulher, motivo da discussão que teria motivado o crime.

De acordo com a polícia, o casal estava na residência do tio de Itamaraci, na avenida Getúlio Vargas, em Parque das Mangabas. Enquanto o dono da casa dormia, a sobrinha e o companheiro, casados há dois anos, decidiram preparar uma refeição, já na madrugada de terça. Foi quando o marido teria chamado Itamaraci de Nal, apelido da ex-mulher, com quem tem uma filha. Segundo a polícia, Luiz Alberto estaria sob efeito de álcool.

A confusão de nomes teria motivado uma discussão, em que Itamaraci questionou a paternidade do filho de Luiz Alberto. Segundo a polícia, ele teria agredido a mulher e ela revidado com uma facada no peito.

De acordo com o delegado Nilton Borba, titular da 18ª Delegacia Territorial, após o primeiro golpe, o marido trancou-se num dos quartos da casa. "Itamaraci declarou ter tentado entrar no cômodo, mas foi impedida pelo marido e acabou adormecendo na sala", disse.

O tio da suspeita, também interrogado, afirmou que ao despertar pela manhã percebeu manchas de sangue no piso da casa e se deparou com o soldador ferido no chão do quarto, entre duas camas. Levado ao Hospital Geral de Camaçari pela mulher, o tio e um vizinho, ele entrou em coma por volta das 12h e morreu horas depois.

Itamaraci, que primeiro negou a autoria do crime, acabou confessando mais tarde. O delegado autuou a suspeita em flagrante por homicídio. Ela foi submetida a exames de sanidade física e mental e após o resultado da perícia será transferida da carceragem da DT para o presídio.

Fonte: Terra, www.terra.com.br