Homem vê esposa morrer, tem surto e morre com tiro de PM

Corporação diz que homem partiu para cima de equipe com uma faca

Um homem de 58 anos morreu após ser atingido com um tiro no peito dado por um policial militar em Itaí (SP). De acordo com a Polícia Civil, a vítima teve um surto de raiva após ver a esposa, de 56 anos, morrer de ataque cardíaco. Um inquérito foi instaurado como homicídio doloso, quando há intenção, porém em legitima defesa.

A Polícia Militar defende que a equipe que atendia o surto de raiva tentou conversar com o homem. E alega que o homem estava descontrolado e com uma faca partiu ao ataque contra os policiais e a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), por isso não houve outra alternativa a não ser a reação com o tiro, diz a PM.

A vítima foi atingida com o disparo, socorrida em seguida, mas não resistiu e morreu no local. Ainda segundo a PM, todos os envolvidos vão ser ouvidos e será aberto um inquérito militar. Os policiais envolvidos na ação serão encaminhados para avaliação psicológica.

O homem estava fora de casa e durante a tarde, quando chegou na residência na Vila Capitão Cesário, encontrou a esposa deitada na cama sofrendo um infarto. Ele acionou o Samu para tentar salvar a mulher, mas ela não resistiu. Um dos filhos do casal contou aos policiais que o pai tinha histórico de depressão e com a notícia tomou medicamentos tranquilizantes em grande quantidade.

Durante o surto de raiva a PM foi acionada e quando a equipe chegou ao local, o homem com uma faca teria partido para cima de um dos policiais. O policial atirou e atingiu o peito da vítima, que morreu.


Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do G1