Horas depois do crime, suspeito de matar ex é encontrado morto

Horas depois do crime, suspeito de matar ex é encontrado morto

Jovem de 24 anos estava em banheiro com ferimento feito por tiro no queixo.

Um jovem de 24 anos suspeito de matar a ex-namorada a tiros na tarde de quinta-feira (7) foi encontrado morto em um quarto de motel localizado no bairro Jardim Zara, em Ribeirão Preto (SP), horas depois do crime. Segundo a Polícia Civil, o rapaz estava em um banheiro com um ferimento no queixo feito por um revólver calibre 32. A arma estava no chão ao lado do corpo.

Funcionários do estabelecimento comercial disseram aos policiais que o auxiliar de produção chegou acompanhado de uma garota de programa. Os dois alugaram um quarto por três horas e, após algum tempo, a mulher saiu sozinha do cômodo. Ela teria dito que o rapaz ficaria mais uns minutos e depois pagaria pela diária.

Depois de passar o horário combinado, o jovem não atendeu aos chamados dos funcionários no interfone e nem abriu a porta. A Polícia Militar foi chamada e precisou entrar no quarto por uma janela que estava apenas encostada. A porta do banheiro foi arrombada pela equipe, que encontrou o rapaz em frente ao vaso sanitário. O Instituto de Criminalística (IC) foi chamado e um médico de uma Unidade Básica Distrital de Saúde (UBDS) próxima constatou o óbito. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de suicídio.

O caso

O auxiliar de produção encontrado morto na noite de quinta é suspeito de ter matado a ex-namorada em uma casa do bairro Jardim Diva Tarla de Carvalho, na Zona Norte da cidade, durante a tarde do mesmo dia.

Moradores do bairro contaram a PM que a cunhada da vítima estava no quarto quando ouviu o barulho dos tiros, correu e encontrou a amiga ferida no chão da cozinha, mas o suspeito já tinha deixado a residência.

A Polícia Civil afirmou que a jovem e o rapaz haviam namorado na adolescência, mas que ele acabou sendo preso por roubo. Durante o cumprimento da pena, os dois terminaram a relação e a jovem conheceu outro homem, com quem ficou casada por dois anos e teve uma filha.

Ao deixar a prisão, o rapaz e a vítima reataram o namoro e estavam juntos há seis meses, mas de acordo com as testemunhas, a jovem teria pedido um tempo ao namorado nos últimos dias. Ele não teria se conformado com a atitude e na tarde desta quinta-feira foi até a casa dela. Os dois discutiram e ele acabou atirando duas vezes contra a ex, que morreu no local.

Fonte: G1