Humorista Castrinho afirma que sua esposa está traumatizada após dois assaltos seguidos

Humorista Castrinho afirma que sua esposa está traumatizada após dois assaltos seguidos

Segundo o humorista, Andréa está confiante na recuperação e não teme ficar com cicatrizes por conta dos ferimentos

Vítima de dois assaltos na madrugada deste domingo, 9, Andréa Guimarães, mulher do humorista Castrinho, ainda tenta se recuperar do susto. Segundo o comediante, ela foi para casa de uns amigos para não ficar sozinha enquanto ele retoma à rotina de gravações de seu programa "Dona Xepa".

"Ela está traumatizada e ainda está precisando descansar um pouco", disse Castrinho ao EGO na manhã desta terça-feira, 11. O humorista contou ainda que a mulher passou por uma consulta com sua dermatologista de confiança, mas que alguns estilhaços muito pequenos não puderam ser removidos. "A médica explicou que o organismo irá expulsá-los naturalmente e prescreveu uma pomada para os ferimentos", explicou.

Segundo o humorista, Andréa está confiante na recuperação e não teme ficar com cicatrizes por conta dos ferimentos. "A Dra Kátia Castelo Branco é tão boa médica, que ela está confiante, que vai ficar tudo bem. Mas se ficar alguma marca também, estou com ela há tantos anos, que vou até gostar", brincou.

Castrinho contou ainda que o casal planeja se mudar de casa, mas não de bairro, depois do episódio de violência. "Já estávamos planejando há algum tempo trocar a nossa casa, que é muito grande, por um lugar menor e mais seguro. Mas claro que o assalto empurra um pouco esses planos", disse.

Relembre o caso

Castrinho e a mulher, Andréa Guimarães, foram vítimas de duas tentativas de assalto, na madrugada de sábado para domingo. Na primeira, eles escaparam ilesos, ao serem abordados por dois menores armados, enquanto estavam parados em um sinal de trânsito no bairro do Recreio, na Zona Oeste do Rio. A caminho da delegacia para registrar ocorrência do primeiro assalto, eles foram fechados por uma van, de onde desceram dois homens armados já atirando. Andréa foi atingida de raspão no rosto.

Andréa e Castrinho, que fazem parte do comitê comunitário de segurança da região, protestaram contra a falta de policiamento na área. "Foi uma tragédia anunciada", reclamou o humorista, afirmando que organizará uma passeata contra a violência.

"Se a polícia não pode aumantar efetivo, que, ao menos, coloque mais câmeras. A região da Barra, Recreio, Itanhagá, Joatinha, Vargem Pequena, Vargem Grande e Guaratiba tem apenas oito câmeras, e só duas funcionam. Na Rocinha, por exemplo, são 80", criticou.

De acordo com a 42ª DP (Recreio), os agentes estão nas ruas desde o domingo, tentando localizar imagens que possam ter registrado a ação dos bandidos. Segundo relato oficial da delegacia, o humorista e a mulher estavam passando de carro, quando foram abordados por um homem, com um revólver 38. A mulher, que estava dirigindo, conseguiu desviar do bandido. Quando estavam retornando para ir à delegacia, foram abordados por uma van escolar com criminosos. Um dos bandidos atirou contra o carro deles. A mulher do humorista foi atingida por estilhaços. Todos foram ouvidos, segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil.

Fonte: EGO