Humorista Castrinho é acusado de ameaçar técnico de geladeira

Humorista Castrinho é acusado de ameaçar técnico de geladeira

Técnico foi chamado para fazer um orçamento para consertar a geladeira do ator.

O humorista Castrinho se envolveu numa discussão na tarde desta quinta-feira, e o caso foi parar na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes). Carlos Robero Porto Junior, chamado para fazer um orçamento para consertar a geladeira do ator, alegou na delegacia que sofreu ameaças e lesões corporais.

Ao EXTRA, Castrinho explicou:

“Esse cara é um espertalhão. Ele foi chamado para fazer um orçamento na minha geladeira. Veio, mexeu, disse que o problema era simples, que era só desentupir uma coisa lá, e foi embora sem cobrar nada e sem dar orçamentos, falando apenas pra gente ligar caso acontecesse mais laguma coisa. Ele veio ainda uma segunda vez, mexeu e, de novo, foi embora sem deixar um orçamento. Aí, hoje, quinta-feira, ele me telefonou dizendo que a mão de obra mais a peça que ele trocou custariam R$ 370. Eu falei pra ele que não era para ter trocado nada, que foi pedido apenas um valor. Ele e outros quatro rapazes que consertam aparelhos de refrigeração foram chamados por meus empregados, não tinha fechado o serviço com nenhum ainda. O orçamento dele não foi aprovado, até porque ele não deu, e ele não tem uma nota de serviço. E mais: esse valor, R$ 370, é muito mais caro do que os outros me cobraram”.

Segundo Castrinho, Carlos Roberto teria feito ameças ainda na ligação, para depois bater na porta da casa do humorista:

“Ele disse que invadiria minha casa para pegar a peça que ele colocou, ameaçou minha secretária também, que foi quem o chamou para fazer o orçamento. E ele realmente veio à minha porta, e eu disse que ele não entraria por dois motivos: um, eu não admito; dois, eu tenho um dobermann, que o machuraria se ele entrasse e depois eu que ia ficar com um processo. Nisso ele já veio me ofendendo”.

Castrinho se defende e afirma que não agrediu ninguém, como o rapaz acusa:

“Já tenho 71 anos, tenho 1,58m. O cara é bem mais alto que eu, tem 20 e poucos anos e é todo malhado. Como ele me acusa de agressão? Não bati em ninguém! Ele tentou entrar e eu evitei, só isso”.

Carlos Roberto saiu da casa de Castrinho e foi direto para a 42ª DP, onde o caso foi registrado.

“Ele faltou o respeito comigo, me criou constrangimento. Sou idoso, quero fazer queixa dele! Eu vou à delegacia ainda hoje (quinta-feira), só estou esperando o médico medir minha pressão para ver se está tudo bem. Com essa história toda, não passei bem. Eu tenho duas pontes de safena e uma mamária, já tive câncer. Sou um coroa que trabalha, e sou feliz trabalhando. Existem certas coisas que acontecem que me incomodam”.

Carlos Roberto foi procurado pelo EXTRA para falar sobre o assunto, mas ninguém atendeu a ligação.

Fonte: Extra