Idosa é estuprada e agredida após ser enganada pelo próprio vizinho

O vizinho pediu ajuda com o cão de estimação.

Na madrugada desta quarta-feira (13), uma mulher que preferiu não ser identificada, de aproximadamente 61 anos, foi estuprada e agredida pelo próprio vizinho em um bairro de Santos, no litoral de São Paulo.

De acordo com informações, após o crime o autor fugiu e até o momento não foi preso. A vítima, que é professora, informou que o acusado era seu vizinho e morava perto do local há cerca de quatro meses.

Ela contou ainda que ajudava a cuidar do cachorro do homem e no dia do crime o acusado afirmou que o seu cão estava morrendo pedindo ajuda da mulher. Depois de levar à vítima até a casa, para supostamente ajudar o animal, o agressor usou uma corda para amarrar o pescoço da mulher quando ela saia da residência e iniciou os abusos, ameaças e agressões, que duraram cerca de 2h30.

Depois de consumar o crime, o homem pediu R$ 300 à vítima e fugiu, colocando um cadeado na porta. No entanto, o agressor esqueceu de fechar o cadeado e a professora conseguiu fugir, pulando um muro de cerca de dois metros e pedindo ajuda.

Após ser resgatada, a mulher foi encaminhada ao Hospital Silvério Fontes, com diversos ferimentos.

Delegacia da mulher (Crédito: Reprodução)
Delegacia da mulher (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do G1