Idoso de 75 anos preso acusado de abusar da enteada

Idoso de 75 anos preso acusado de abusar da enteada

Em depoimento, a menina falou que o padrasto fazia ameaças muito fortes contra ela.

O aposentado Antônio Alves Pereira, 76 anos, conhecido como ?Véi?, foi preso na cidade de Colinas, no Maranhão, pela Polícia Civil. Ele é acusado de molestar sexualmente a enteada de 10 anos. Ele foi preso próxima a residência onde morava com a menor, a mulher e os irmãos.

Antônio Pereira foi localizado através do Conselho Tutelar que recebeu uma denúncia da comunidade, informando que ele estava abusando sexualmente da filha adotiva. De acordo com a polícia, os atos já vinham acontecendo desde que ela tinha apenas 8 anos e sempre na ausência da mãe. A menor se submeteu a uma série de exames inclusive o de conjunção carnal, em que foi constatado que ela já não era mais virgem.

A polícia afirmou que a mãe já sabia dos atos libidinosos e que tinha medo de sofrer as consequências caso denunciasse o companheiro. Ela relatou também que os moradores vizinhos já haviam lhe relatado sobre o comportamento do autor, mas não acreditava. Creuzimar, mãe da garota, disse que o mesmo costuma levar a menor para o matagal quando ia fazer algum trabalho, como levar os cavalos para passeio, e quando voltava, ela sempre corria na frente, assustada, como se tivesse ocorrido algo.

Em depoimento, a menina falou que o padrasto fazia ameaças muito fortes contra ela, era muito agressivo, dominante, e inclusive já lhe violentou usando uma corda e também com pontapés, além de lhe privar de sair para a escola e falar com outras pessoas. ?Ele me ameaçava de morte e dizia que ia fazer coisas com minhas irmãs se não o obedecesse?, contou a menor, afirmando que ele ainda costumava levantar a roupa das duas irmãs menores para acariciá-las.

Já o acusado, alega que os atos só aconteceram uma vez, e que não tinha consumado o estupro. No momento da prisão, foram encontraram duas espingardas, munições e um facão dentro da residência do pedófilo. Há indícios de que o mesmo, no passado, gostava de investir em crianças do sexo feminino, o deverá ser levantado durante a investigação. Antônio permanece preso na Delegacia de Colinas aguardando a decisão da justiça.

Fonte: Imirante, www.imirante.com.br